Primeira exposição individual da artista Salla Tykkä em Portugal. Integra a apresentação dos trabalhos "Cave", "Thriller", "Lasso" e "Power". Na sequência do acompanhamento que temos vindo a fazer ao mais recentes projectos de Salla Tykkä decidimos, em parceria com a artista, apresentar o seu último trabalho em vídeo - “Victoria”, que dá inicio a um novo projecto que contempla a realização de um conjunto de vídeos que reflectem sobre o conceito de beleza na sociedade actual. Assim, a artista apresentará em estreia mundial durante o próximo Curtas Vila do Conde o referido vídeo ,desenvolvendo posteriormente uma masterclass sobre este projecto Work in Progress que irá terminar em 2010 e que se destina à apresentação em contexto expositivo de quatro vídeos: “Victoria”, “A Gymnast”, “Lipizzaner horses” e “The Alps”.

Power, 1999

Power, 1999

Power, 1999

Duas pessoas praticam boxe, uma mulher jovem sem t-shirt e um homem encorpado. A imagem a preto e branco e o espaço intemporal fazem a atmosfera parecer um sonho apesar de a acção e os sons remeterem para a vida real e o sofrimento. Power é uma declaração contra as relações de poder na nossa sociedade mas pode ser visto como uma batalha simbólica pela vida e pela sobrevivência.

Lasso, 2000

Lasso, 2000

Lasso, 2000

Lasso expõe um momento na vida de uma mulher jovem, o momento no qual a incapacidade de enfrentar o outro – ou a si mesmo – é comprimida numa sensação poderosa algures nos limites do irreal.

Thriller, 2001

Thriller, 2001

Thriller, 2001

Uma rapariga que vive no campo num Outono sombrio está a testar os limites do seu lado feminino e masculino. A sensualidade sucumbe enquanto a responsabilidade e a empatia se transformam num acto cru e agressivo que perturba as fronteiras da infância.

Cave, 2003

Cave, 2003

Cave, 2003

A mulher não tem êxito no seu trabalho. O seu sacho não consegue quebrar o solo endurecido. A realidade, onde devemos existir, é deixada para trás à medida que o caminho da mulher a leva até à caverna. Na escuridão da caverna as suas mãos enterram-se na terra macia. Os mineiros que são capazes de trabalhar sem esforço nas rochas duras, assustam a mulher. Ela retrocede e esconde-se na escuridão. Ela tem de enfrentar uma luz imensa e ofuscante antes de ser capaz de entrar na nova paisagem exterior.

Victoria, 2009

Victoria, 2009

Victoria, 2009

A curta metragem ”Victoria” mostra o florescer noturno de um nenúfar gigante. A planta conta a história do colonialismo europeu do século XIX e dentro da sua beleza esconde a necessidade humana de poder e dominação.
Primeira apresentação pública desta obra.

© 2019 Curtas Vila do Conde