João Salaviza + Norberto Lobo

STROKKUR
No comeo: fazer a partir do nada. Num lugar neutro e desconhecido. Recolher imagens e sons em vez de os produzir. A cmara de filmar, o microfone e o mini-amplificador: ferramentas que tiram, e depois devolvem.
Definimos uma regra: que o som no ilustre a imagem, e que a imagem no absorva o som. A menos de cem quilmetros de Reykjavik encontrmos Strokkur. Uma cicatriz da Terra que teima em no sarar, a jorrar os pruridos das profundezas. Aproximmo-nos. Durante trs dias, a ver e ouvir a dinmica interna da fissura. A gua a ferver cuspida a cada sete minutos. O choque trmico com os dezoito graus negativos na atmosfera. O filme j l estava. A msica tambm.
Debaixo do nevo, o amplificador encharcado a desafinar e a emitir rudos estranhos. A cmera que quase levanta vo com as rajadas de vento. As baterias a no resistirem ao frio, a morrer a cada quinze minutos. Correr para um abrigo com o material s costas. Recarregar. Reaquecer. Comear tudo de novo.
"Strokkur" , antes de mais, um documento. Um registo de uma observao-dilogo. Aquilo que sobrou.

Realizao: Joo Salaviza
Msica: Norberto Lobo
7'16 minutos

© 2019 Curtas Vila do Conde