YOU CAME (...)

YOU CAME (...)

YOU CAME HERE TO WATCH AND WE WILL DO ALL WE CAN TO MAKE SURE THAT NOTHING DISTURBS YOU IN THAT, LEAST OF ALL MEMORIES
Canadá, vídeo, 3’40”, loop
Esta obra consiste num regresso aos primórdios da vídeo-arte, com uma performance de uma câmara/uma pessoa. Num discurso directo para a câmara, o artista/performer fala na segunda pessoa, para “si”, que é o espectador. Este discurso directo é dirigido a “si” [espectador] e ao espaço de representação que ocupa. É uma história de amor da/pela representação.

AMY

AMY

AMY
Canadá, 2004, vídeo, 18, loop, som
Na base desta instalação estão três fotografias de Amy. Cada fotografia é um reflexo da imagem de Amy, e estão apresentadas numa disposição cronológica inversa, isto é, a imagem mais antiga surge em último lugar.Todas as fotografias foram tiradas na praia, e em cada uma delas Amy responde ao olhar da câmara, mais do que ciente de que está a ser fotografada. As fotografias foram tiradas pelo fotógrafo americano Jack Sturges que, durante muitos anos, documentou a transformação de Amy de rapariga em mulher, produzindo imagens de nudez idealizada num cenário natural, utilizando uma câmara de grande formato.

SCALING

SCALING

SCALING
Canadá, 2003, vídeo, 5’, loop
SCALING mostra um homem (Mike Hoolboom) a pintar de branco uma parede de cor preta, enquanto um outro pinta de preto uma parede de cor branca. Esta instalação pretende ser uma parábola do processo criativo: o homem, enquanto pinta convictamente a parede branca de preto, não tem consciência do facto de estar, ao mesmo tempo, a destruir a cor inversa.

IN THE THEATRE

IN THE THEATRE

IN THE THEATRE
Canadá, 2004, vídeo, 8’, loop, som
IN THE THEATRE desdobra uma série de intertítulos e retratos recebidos para reflectir na passagem do artista canadiano Colin Campbell.

THE GAME

THE GAME

THE GAME/ PORTRAIT/ SECRET
The Game: Canadá, 2004, vídeo, 5’, loop
The Game, Portrait: Canadá, 2004, vídeo, 4’, loop
The Game, Secret: Canadá, 2004, vídeo, 2’, loop
Três episódios do filme Imitations of Life (THE GAME, PORTRAIT, SECRET) produzem uma vida de imagens, em imagens, como imagens.

THREE STAGES

THREE STAGES

THREE STAGES
Canadá, 2003, vídeo, 7’, loop
THREE STAGES é uma instalação composta por três vídeos em loop que representam as “três idades” de uma pessoa (infância, juventude e velhice). Dois foram filmados em Vila do Conde e Toronto e o terceiro, Last Thoughts, mostra um homem moribundo numa cama de hospital. O muitas vezes referido flashback que acompanha os últimos momentos da vida é aqui apresentado como uma série de memórias de infância estratificadas e sobrepostas. Este homem moribundo transformou-se no seu corpo, a água do seu corpo, a água que lhe traz de volta as suas memórias. Estas reflexões sobre o começo e o fim são enquadradas pelas imagens dos monitores de cima e de baixo.

IMITATIONS OF LIFE

IMITATIONS OF LIFE

IMITATIONS OF LIFE
Canadá, 2003, vídeo, 20’, loop, som
Hoolboom usa found footage para montar esta ficção épica meta-científica, na qual o presente e o futuro são concebidos como uma parada infinita de imagens. A ficção científica [é vista] como um reino de medos e de sonhos deslocados, um lugar para imaginar um futuro que está já aqui.

FONTAGE

FONTAGE

FONTAGE
Canadá, 2007, video, 10’, loop
Mike Hoolboom / Fred Pelon
Produzido em colaboração com o realizador alemão Fred Pelon, “Fontage” conta a história da vida de um homem em vários episódios, construídos a partir de filmes super 8 caseiros.

© 2019 Curtas Vila do Conde